Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Preguiça

por Isabel Paulos, em 02.05.20

dama_espadas.jpg

Nem só do silvo do vento a laminar as folhas dos arbustos, do restolhar das cascas secas das árvores, do ronco do mar bravo, do chilrear dos pássaros ou do martelo do piano é feita a vida. Outros sons preencheram o passado de ócio. Quantos desejos plantei enquanto recolhia os ovos e o milho do Chuckie Egg no velho e pequeno ZX spectrum e destinos tracei nas Copas ao tentar escapar da dama de espadas no volumoso HP. Uma vida feita de preguiça. Preguiça cheia, plena de devaneios. Capaz de construir três ou quatro sortes em simultâneo. Destinos com direito a casas desenhadas e povoadas, conversas delineadas com pormenor, amores impossíveis, viagens libertadoras, brigas de impulso, pazes arrebatadoras e sonhos de conserto improvável dos males do mundo. Há quem chame a isto desperdício, pura perda de tempo. Será, mas é isto que sou.

Bom dia. :)

José Eduardo Agualusa

«Do not walk outside this area»

por Isabel Paulos, em 01.05.20

1...jpg

2...jpg

3...jpg

A Substância do Amor e Outras Crónicas.

Sonhar

por Isabel Paulos, em 01.05.20

pormenor.planta.png

Não há nada como as decisões sensatas. O juízo é fundamental e, por isso, decidiste na tarde de ontem passar este fim-de-semana a devanear com o campo. Planear ao ínfimo pormenor como vais investir o dinheiro que não tens a recuperar uma casa no meio rural. Hoje de manhã até acordaste mais cedo do que nos dias de trabalho só para aproveitar bem o primeiro dia de divagações.

Vais fazer contas inverosímeis e impossíveis, agarrar na planta e fazer obras na casa. Rasgar mais as janelas e arranjar forma de a forrar por dentro para que não fique tão gélida. Mobilar a sala e os quartos com peças escolhidas online. Dar voltas de cobra a imaginar como conseguir dar vida à grande cozinha. Vestir toda a casa de gente e hipotéticos acontecidos. Rir sentada à mesa nas longas conversas soltas dos almoços. Passar o fim de tarde a organizar os talheres, os pratos, os copos e restante quinquilharia. Descobrir o sítio ideal para o piano. Vais à Serra da Estrela buscar dois cães. Fazer uma horta junto da levada e plantar árvores de fruto por baixo das japoneiras. Passear até ao rio. E ficar no dilema do lugar certo para as tílias.

Vais passar o fim-de-semana feliz a brincar às casinhas e no Domingo à noite acordas e tiras a conclusão que talvez não, que nada disto existe, fazendo render o sonho e adiando-o para outro dia ou outra vida.

Pág. 7/7






Dose recomendada

Accuradio


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D