Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Scorpions - Wind Of Change

por Isabel Paulos, em 08.12.20

Dúvida metódica

por Isabel Paulos, em 07.12.20

*

Questionar costuma ser um bom princípio de vida, a menos que tenhamos aspirações pífias ou sejamos pouca coisa. Divirtam-se vasculhando outras animações. Boa semana.

Provérbios e expressões idiomáticas

por Isabel Paulos, em 07.12.20

 

Presunção e água benta, cada qual toma a que quer.

Dupla invencível

por Isabel Paulos, em 06.12.20

15d8df5f6094b2defea6776f97f3a2e3.jpg

Diz-me o pianista hoje: quando eu morrer como vai ser? Estou a ver a lápide da minha sepultura com o epitáfio: Oh Nuno?! Epitáfio leva acento ou não?

*

Fazemos uma dupla invencível: ambos damos erros ortográficos e de acentuação, mas não os mesmos.

Muito agradecidos, ó Sr. Costa.

por Isabel Paulos, em 05.12.20

Resumindo, sob a perspectiva cá de casa: péssimo para quem costuma ir do Porto a Almada num dos dois fins-de-semana anteriores ao Natal, precisamente para evitar aglomerados de gente nos Comboios nos dias 24, 25 e 26. Assim se impede um filho de estar com os pais e a filha na época natalícia.

E assim se concentra em três dias a confusão geral.

Às tantas o bom senso irá culminar numa decisão de incumprimento.

Quanto à forma: fartinha do tom paternalista de Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa. Dirigem-se aos portugueses como se falassem a imbecis. E ao que parece, os portugueses gostam.

Dezembro em livros 1

por Isabel Paulos, em 05.12.20

b1a438e6-3ebe-4647-bfe6-7b50725e6bc5.jpg

Franco optimismo de quem me ofereceu 700 páginas de Obama. Logo a mim que desliguei o 60 Minutos a meio, já irritada com tanta perigosa e dissimulada moderação e boa vontade. Bem sei que treino a paciência e anseio a reforma, mas ainda faltam 20 anos. Há-de ir devagarinho, muito devagarinho. O do RAP vai ler-se bem: escrita by the book, mas dá bem para rir. O das pessoas com pressa cai-me como uma luva nesta altura do campeonato.

Ouvi dizer que ainda faltam dois. Sim que isto está tudo ‘contabilizadozinho’ (risos).

*

Adenda. Esqueçam a maldade da crítica by the book ao RAP. Isso não interessa nada. Estamos fartos de rirÓptima leitura de Sábado.

A Tília

por Isabel Paulos, em 04.12.20

Capturar.PNG

*

Acabei de escrever um postal que não vou publicar. Posto o último ponto final sem corrigir nem burilar, pensei: ah, isto não é material para as Comezinhas, é da Tília. Resumindo e concluindo, sem saber ler nem escrever, acabo de retomar a Quinta, que estava em ponto morto.

Vitória, vitória.

Estratégia naïf

por Isabel Paulos, em 04.12.20

a2f5f2e19f43da48a0d934cc1d8294b1.jpg

Faz hoje 5 anos suspendi o gosto de fumar. Depois de 27 anos de vício: cerca de um maço por dia. Com duas ou três interrupções de menos de um ano. Bom, no último já ia em maço e meio.

Agora já só faltam 35 para ter o prazer de voltar a acender um cigarrinho e fumá-lo.

Pode parecer ingenuidade, mas foi a forma que arranjei de me convencer que não iria custar, e o facto é que não custou quase nada. Às vezes lá me lembro e sinto saudades, mas lá está: em 2055 mato-as.

Casas

por Isabel Paulos, em 02.12.20

20170507_192117.jpg

Deram-me as saudades da última casa. Felizmente havia também fotografias das inundações do pátio e logo se desvaneceram as boas lembranças. Mudar de poiso dá nisto, quantas centenas de casas vi nos sites imobiliários sentada naquele sofá. E dou por mim estirada no actual a continuar a vê-las. Há manias que não têm fim.

Comezinhas 2020

por Isabel Paulos, em 01.12.20

OIP.jpg

*

Dezembro é mês de balanço e planos. Para resumir o último ano deste diário de bordo e arrumar ideias, recordo uma selecção de 26 postais.

Vou directa ao que são as Comezinhas: no fundo o reflexo de uma chata embiocada. Sinto estar do lado de fora e é sabido que é de menino que se torce o pepino. De modo que, ataviando razões, sou feita de telha e luas e tento fazer esforço para regressar realidade.

As Comezinhas passearam entre fúrias e sonhos, raramente perdendo o pé. Nas zangas – que as pessoas sensatas não costumam admitir para não perder a face, - saíram postais como o Marquês de Sade, Os alucinados e os sensatos, Somos mesquinhos e o Futuro. Para lá das fúrias genéricas, há pedras no sapato e uma entrada a pés juntos. Mas interessam mais os sonhos e neles cabem postais de puro devaneio como o África Minha e o mundo real encantado no baú ou o sonhar acordada, e o Passeio das Virtudes.

A vida desenrola-se entre o mais prosaico dos mundos no ganha-pão, o uso da gadanha e o aconchego de casa, feita de manhãs imperfeitas e ocasionais e alegres escapadelas, como a entrada de Lisboa em Março. Deixando de poder sair, foram passeios em Google maps ou recordações de viagens.

Não perdendo tempo com a trapalhada da política - também aí espalhada pelas Comezinhas -, cabe dizer que apesar de não ter a menor pachorra para o feminismo pop, descobri um certo grau de feminismo nos postais A urticária a Rita Rato e noutro registo no As puras e no Dizes que a amas. Basicamente, e sabendo que acham que troco alhos por bugalhos, o que posso acrescentar é que para quem dizia aos 20 anos que aos 40 viraria lésbica caso se desiludisse com os homens, estou aos quase 47 anos muito longe disso. Talvez por ter tido sorte e não os ver com rivais, quando muito por saber que às vezes é preciso dobrá-los.

No meio de tudo há tempo para ler livros, mas poucos para não fazer mal à saúde. Não sou uma leitora convencional como admito no Cunho. Além de ler poucos livros, toda a vida parti em viagem ao ler. O aspecto positivo é que disso tenho consciência, ao contrário de muitos lunáticos que treslêem mais do que lêem e se convencem que percebem tudo quanto lêem.

O balanço está feito, faltam os planos e ao contrário do que poderia parecer eles implicam tanto de passado quanto de futuro. Como é patente nas entradas a que dei o nome Verdes, como a Verdes – Frutos, ou o postal Xícaras & Canecas, o passado dos meus interessa-me tanto quanto o meu. E esse é o grande projecto de futuro.

Por fim, e por saber que estranham a falta de caixa de comentários neste blogue, deixo a explicação.

Dezembro

por Isabel Paulos, em 01.12.20

545e5f96-a0e3-4434-b4c3-43e203ea5ddb.jpg

8fb6d916-60b3-470c-8929-ba53471d6596.jpg

                                  Antes                                                                            Depois

Lua

por Isabel Paulos, em 01.12.20

a6227e31-5ff2-4d0e-8059-3d03336e3d22.jpg

Confirma-se a vocação inata para a fotografia. Como qualquer alma intuitiva e lúcida percebe aquilo ali em cima é a Lua, um candeeiro de rua e dois ovnis. Foi captada ontem pouco antes do jantar no giro para esticar as pernas. Vem isto a propósito de vos recordar que ontem foi  noite de Lua Cheia e, por isso, podem sossegar: todas as asneiras que tenham dito e feito nas últimas 48 horas terão uma forte atenuante no Juízo Final. Quando muito, os diabretes prepararão umas chamuscadelas. Ora, em tempo de frio até saberão bem.

Pág. 4/4






Dose recomendada

Accuradio


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D