Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Dito rápido

por Isabel Paulos, em 15.10.21

Hoje é péssimo dia para arranjar tempo, mas não quero deixar de dizer que o Observador e seus apaniguados estão agora a fazer com Rangel o papel que o Diário de Notícias fez há pouco mais de uma década com Passos Coelho: tentar depor a actual liderança nos jornais e redes sociais. Mais do mesmo. 

Isto de termos jornalistas e comentadores a fazer de colégio eleitoral para ungir os futuros líderes políticos do país não me oferece a menor confiança. As escolhas de jornalistas e comentadores auto-investidos de poderes que os cidadãos não lhes reconhecem ou não deviam reconhecer são totalmente arbitrárias, baseadas nas amizades e apreciações de gosto, raramente ditadas pela aliança competência/carácter. 

A lavagem cerebral na comunicação social - jornais e televisões - e redes sociais prossegue, os portugueses seguem de engodo em engodo guiados pelos ilustres intelectuais da treta.

Destruir e minar com ardil é facílimo, já construir exige trabalho e empenho.






Dose recomendada

Accuradio


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

14 Agosto 2014