Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Foi um dia

- actualizado -

por Isabel Paulos, em 29.11.22

Quando começou o dia de trabalho às nove e meia pensei colocar uma música no blogue, um banal vídeo do YouTube. Como acontece às vezes, à falta de inspiração para o descobrir, liguei ao Nuno para pedir uma ideia enquanto ia tratando das primeiras tarefas. Acontece muito estar ao telefone - com chamadas profissionais a maioria das vezes, mas pontualmente com pessoais -, a trabalhar e a ouvir música tudo em simultâneo. Erro, erro crasso, dizem os iluminados; há que concentrar numa tarefa única de cada vez, os que tratam de vários assuntos em simultâneo jamais conseguem trabalho de qualidade. Seja, vénia aos sábios do tempo e da perfeição. Um dia quando for grande quero uma vida assim, em que possa escolher ser iluminada. Nesta encarnação, compete-me ser burra de carga alguns dias por mês e nos outros sossegar um pouco e até fazer um nada de ronha. E pensam os inteligentes e os arautos da psicologia aplicada ao trabalho: só pode ser má gestão do tempo. Se soubesse seguir regras simples, utilizá-lo-ia de uma forma mais racional. Sempre que vejo esses conselhos, percebo que quase todos passam por descartar responsabilidades, transferindo-as para diante ou para outros. É a ideia genial dos conselhos nesta matéria – variante do pensamento socrático sobre dívidas públicas: não são para pagar, são para se ir pagando. Voltando ao início do dia e à música: o Nuno sugeriu Adele, que resolvi ouvir antes de postar. Sucede que a atenção nas tarefas me fez perder ideia de a passar nas Comezinhas. Ainda me recordo da sequência aleatória que se seguiu no YouTube; passou para Norah Jones. Gostei desse bocadinho; bem precisava dele para sossegar o dia que se avizinhava. Ainda passei por Chopin, com aquele efeito anestésico que me faz sempre imaginar que conseguiria cometer atrocidades ao som de uma das suas composições para piano. Misturo a imagem do Padrinho e as festinhas no gato. Parece-me ajustada a ideia, aquela paz e serenidade tenebrosa capaz das piores atrocidades. É assim que caracterizo um certo tipo de espírito de música e de atitude face à vida. Tão tranquilo, tão tranquilo que só pode ser gélido e desprovido de sensibilidade. Há pessoas assim, que falam baixinho e doce, pausado, e trazem em si mesmas um facínora e todas as respostas do universo. Até mesmo Chopin teve de ser desligado. Começou a sucessão infernal de telefonemas, emails, conferência de contas e demais tralha que até me dão gozo se forem com conta peso e medida, mas hoje era um dos dias no mês de cúmulo de tarefas – há outros bastante mais sossegados. A maioria. Tentei almoçar em casa, mas uma vez sentada à mesa entre correrias quase não consegui engolir. De tarde a coisa piorou ainda mais por ter sofrido pressão. É sempre bom ser espicaçada quando me falta o tempo para respirar. Dá logo uma boa disposição bestial. A meio da tarde consegui finalmente comer uma maçã. E foi assim na lufa-lufa até às oito da noite.

Há 10 minutos pensava que não conseguiria escrever nada, de tão cansada e com vontade do quentinho da cama e do edredão e da dureza do colchão para endireitar as costas moídas. Era tudo quando desejava há 10 minutos e almejo agora. Mas consegui escrever estas linhas da rajada. Importantes, só podem ser indispensáveis. Ainda que não sejam, fica o registo do dia e o treino de justaposição de palavras. Só falta uma revisão rápida para corrigir os erros que me saltem aos olhos.

O amanhã será parecido com hoje. Mas depois ficarei quatro dias em casa. Acho que mereço.


11 comentários

Imagem de perfil

De ROMI a 29.11.2022 às 23:50

Eu acho monótono ter só uma tarefa em mãos. Gosto de trabalhar sob pressão. Andar tipo barata tonta e por vezes, admito, acontece chegar ao fim do dia, ter a sensação que fiz muito,  vai-se a ver e não fiz nada. Segredo só nosso, xiuuuu...
Gostei de ler. Beijinho, bom descanso.
Já te estava com birra por não teres publicado nada   
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 30.11.2022 às 09:25

Começo a preferir mais calminha. Mas sim, a atenção desdobrada continua a imperar. 
Bom dia e boa disposição, Romi. Beijinho.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 30.11.2022 às 07:33

Bom dia Isabel.
Não consigo essa aceleração.  Já estou velho, preciso respirar fundo. Por isso é que a nossa amiga gosta de implicar comigo.
Tenha um dia a seu gosto.
Beijo
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 30.11.2022 às 09:31

Também já começo a apreciar mais sossego, até por saber como me prejudicaram as acelerações do passado. Hoje em dia estes dias muito exigentes já são esparsos, corro o risco mesmo de ficar sem o que fazer. Aí sim, será grave. 
As picardias da nossa amiga são mimos de amizade que alegram os dias. :) 
Um dia bom, João Afonso. Beijo. 
Imagem de perfil

De Milorde a 30.11.2022 às 11:41


Olá Isabel.
Quando é uma música que gosto muito tenho sérios problemas em me concentrar porque só me apetece cantar e dançar ao som dela
É que não consigo mesmo!
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 30.11.2022 às 13:42

Eheheh, Milorde. Corre-se esse risco, é verdade.
Tudo vai de cada um e do hábito. Ao Milorde faz confusão pelo excesso de estímulo, no meu caso só desligo se estiver muito ansiosa, aí sim também me prejudica. 
Muito obrigada pela visita e comentário. Um dia bom. 
Imagem de perfil

De cheia a 30.11.2022 às 18:13

Bom descanso, Isabel
Beijinhos
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 30.11.2022 às 19:18

Obrigada, José. Para si também. Um bom feriado.
A encerrar as hostes neste momento.
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 30.11.2022 às 19:23

Será que se encerram as hostes, ou só se cerram hostes?
Dúvidas existênciais ao fim da tarde. :)
Imagem de perfil

De /i. a 30.11.2022 às 23:03

Então é mulher,  consegue fazer várias tarefas ao mesmo tempo e com muita eficácia. Deixe lá as almas penadas que não conseguem fazer, são uns invejosos e quiçá invejosas. 
Beijinhos.  Bons dias de descanso. 
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 30.11.2022 às 23:43

Hoje Reina a boa disposição. Deixo tudo. Nada de mau-feitio. :)
Haja feriados para animar. 
Já vou espreitar a sua Planície.
Beijinho.

Comentar post






Dose recomendada

Accuradio


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D