Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais menoridades

por Isabel Paulos, em 21.09.22

A propósito de um post de ontem sobre máscaras.

Em regra, nada me repugna no uso de pseudónimos, heterónimos, etc. e tal, ou mesmo no anonimato. Sucede que nem sempre o dito é usado para dar asas à criatividade, mas antes para azucrinar alvos precisos. Nada que não suceda com quem se identifique. Aliás, há os que acumulam: perfil identificado e perfis falsos. A dissimulação pode ser usada e causar ainda mais estragos por quem usa nome e apelido quando minimamente inteligente, engenhoso e sem escrúpulos.  

(hoje para variar vou escusar-me relembrar a pulhice a que fui sujeita no passado.)

O mundo online é tal qual o mundo físico. A aparência vinga. E os grandes proclamadores dos melhores princípios podem bem ser o que mais prejudicam quem consigo se cruza e não vai ao beija-mão.

No passado fartei-me de usar o que se chamava no início destas actividades cibernéticas nicknames. Usei o mesmo anos a fio em várias plataformas e quando regressei em 2018 voltei a usá-lo. O que só me trouxe vantagens, por voltar a rever gente de quem não sabia há 15 anos. Esse e outros que usei pontualmente ou apenas o nome próprio estavam, em regra, suportados nos meus endereços electrónicos que contém nome e apelido. O facto de não usar explicitamente nome e apelido tinha muito menos a ver com medo de assumir posições próprias e mais com a vontade de não desbaratar um apelido que não me identifica apenas a mim. Naturalmente quis preservar os que me são mais importantes.

Não sou impoluta. Recordo situações pontuais em que não tendo assinado nome e apelido vinquei posições a até me chateei. Na grande maioria dos casos, em igualdade de circunstância com quem se me opunha. E mais uma vez com suporte identificável. Não tenho a menor tolerância com moralistas e acusadores que, apesar de se afirmarem absolutamente puros e corajosos, a qualquer momento se revelam traiçoeiros.

Entre 2007 e 2018 afastei-me deste mundo a bem da saúde. Tinha medo e nojo deste mundo virtual. Quando se dá opinião, ainda que básica e sem pedigree, sobretudo se for política, e quando militantemente não se integra as tribos de protecção e ataque que se estabelecem na praça, agindo por conta própria, de modo inteiramente independente, está-se sujeito ao ódio e ao desprezo (a par, é claro, de algumas boas almas, em regra fora do mundo dos caciques virtuais, que vão permitindo que se respire). Por cada pecadilho meu, há uma pulhice de outro alguém. Anónimo ou identificado. E já lá vai o tempo em que, sabendo-me conscienciosa e usando isso, conseguiam amedrontar-me com intimidação traiçoeira e confundir-me com falinhas mansas.

A táctica de sub-repticiamente dizer que somos todos iguais por aqui não vingará: há uns bastante mais podres e falsos do que outros, por mais heróis se queiram apresentar.

Boa tarde.


9 comentários

Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 21.09.2022 às 14:27

Olá Isabel!
Tudo o que diz é bem verdade e apanha-me no meio dos meus pensares sobre o mundo virtual.
Sobre a escrita no mundo virtual...
Valerá a pena? Hoje tenho as maiores dúvidas e há quem diga o meu blogue terá mais quaisquer 3 meses de vida.
Ele sabe, mas não quer que conste.
Um beijo,
JA
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 21.09.2022 às 15:00

A serenidade e bom gosto não são qualidades comuns. Diga-lhe que fará falta. E que vale bem a pena com que escreve. A decisão essa que seja sempre em seu benefício, quem mais interessa.
Um beijo, João Afonso. 
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 21.09.2022 às 16:05

Refaço o comentário anterior e cito-o.
Tudo para lhe dizer que neste mundo virtual o comentário anónimo e desgradável é uma contrapartida incontornável.
Faça de conta...

Muito melhor assim. :) O caso do comentário anónimo é extensível a outras situações desagradáveis que todos conhecemos.

Há dias maus, mas como me disse há um mês em bom conselho, não valorize e continue a fazer-nos companhia. Faça de conta.
Imagem de perfil

De O apartidário a 21.09.2022 às 15:34

Tudo depende das intenções e objectivos de cada individuo(ele ou ela) e claro, da forma e do conteùdo utilizados, seja com nicknames ou não. Por exemplo, eu utilizo este nickname "engraçado" mas que alguns poderão não achar graça e não levar a sério (digamos assim)meus posts ou coments, por muito conteúdo e interesse que tenham. Vou mudar de nickname? Não, pois tem a ver com o blog(aqui no sapo)  e com a mensagem que me interessa passar.
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 21.09.2022 às 15:48


Tudo depende da intenção, sem dúvida.
Imagem de perfil

De ROMI a 21.09.2022 às 21:46

Com ou sem máscara, nickname ou pseudónimos, heterónimos, perfis falsos ou legalizados, a essência da pessoa está lá. No meu espaço não falo de futebol, politica, juízo de valores, nada que me ponha a jeito de comentários maliciosos. Não por cobardia, mas por maneira de ser. E mesmo assim ´sou julgada, vou levando com indiretas e comentários pouco simpáticos. Uns elimino, outros mantenho porque até me divertem. Mas ninguém é inocente, todos sabemos ao que estamos sujeitos no mundo virtual. Esta plataforma até permite  a opção de perfil privado, dá menos trabalho que eliminar. Não entro em lutas que não merecem a vitória. Enquanto for divertido andar por aqui, mantenho-me. Vamos ver até quando. 
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 21.09.2022 às 22:28

Há momentos e jogadas bastante mais sórdidas e danosas do que os simples comentários soltos maliciosos ou ofensivos.
De resto, é como dizes. Decidimos se queremos ou não estar por cá. 
Imagem de perfil

De ROMI a 21.09.2022 às 22:48

Nem queria ir tão longe. Por isso ainda me espanta quando vejo pais a exporem os filhos como se de um diário se tratasse. A net é tão saudável como as pessoas que a utilizam, mas não podemos ver nos outros o reflexo de nós. 
Beijo e isso, vou dormir que amanhã às cinco já estou a beber café. 
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 21.09.2022 às 23:17

Noite descansada. 

Comentar post






Dose recomendada

Accuradio


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Inverno