Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O fogo do dia

por Isabel Paulos, em 19.11.20

Não sei se errei o prognóstico e se é já nesta segunda fase que se começa não só a culpar os portugueses pela transmissão do vírus, como a denunciá-los e castigá-los. Na minha ingenuidade pensei que não haveria tão cedo lata para tanto. Mas a realidade ultrapassa sempre o imaginável.

A mensagem geral saiu da reunião diária entre Governo e Especialistas e foi ver o berreiro espalhar: uns desordeiros estes portugueses incumpridores.

Haja ao menos uma franja de gente sensata e coerente, que sabe reunir em congresso cumprindo a devida distância. Não fossem os comunistas a manter os dois metros de distância e a viabilizar o Orçamento de Estado, e onde estaríamos. Onde? Mais uma pândega.

Escrevi os parágrafos acima por ler lido notícias com títulos denunciadores dos maus hábitos portugueses em tempo de pandemia, mas a corrente do tempo já as engoliu. Agora é a vez do Presidente da República vir dizer que os portugueses têm sido exemplares. Sem sombra de dúvida. Não só têm sido exemplares como têm tido enorme poder de encaixe para aturar especialistas e histéricos.





Dose recomendada

Accuradio


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D