Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Panca das casas

por Isabel Paulos, em 29.05.21

c46f13ac-d192-4cc6-80c7-529d4a27a3f3.jfif

Desta vez fui lá. Visitei, avisando antes que era mesmo ‘só para ver’. Não gosto de fazer perder tempo quem trabalha e contam-se pelos dedos de uma mão as casas a que fui fazer visita guiada, antes de estar de facto determinada a mudar.

A curiosidade prendia-se com a zona, que conheço da infância. A parte boa: os dez minutos de espera a sentir a vida envolvente. Agradou-me. O dia esteve bonito. Seguiu-se a visita em si. Bem sei que a casa que dali conheci era bem maior e cresci muito desde a infância, aumentado ainda mais de há 15 anos, mas a sensação, salvo no primeiro andar, era a de circular no Portugal dos Pequeninos. A descida à cave foi ainda mais assustadora do que era na infância à noite e às escuras, mas desta vez por temer não caber. Além de mais, apesar da informação ‘está habitável’ a realidade é que o que os portugueses chamavam habitável há 40 anos deixou de ser. Andamos mais exigentes.

No fim, pequeno passeio no jardim central para matar saudades.






Dose recomendada

Accuradio


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D