Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Humor: os três estágios

por Isabel Paulos, em 21.04.21

Hoje estou virada a ver as coisas pelo avesso. Acontece-me muito. Também é preciso ver pelo revés para não ficar agarrada aos lugares-comuns. Um deles é o de que o humor é sinal de inteligência.

Ontem, cá em casa, ao ouvir um comentário sobre alguém avesso a perceber piadas e sempre tentado a questioná-las, lembrei-me que muito do humor tem base na ignorância. E como muitas das pessoas que consideramos desprovidas de sentido de humor são, simultaneamente, bastante capazes e conhecedoras. Podem é não ser as melhores e mais animadas companhias.

Desde a gracinha rasteira ou anedota tosca ao sketch bem esgalhado de um humorista profissional bem-sucedido muito dos trocadilhos, das ilações fáceis e dos rótulos rápidos são feitos da ignorância das realidades ou do funcionamento das realidades que subjazem à piada. É evidente que muitas vezes essa ignorância não é inocente: é a falsa ignorância para obter o efeito desejado do riso. Mas em muitos outros casos, as graças espelham mesmo o desconhecimento ou preconceitos de personalidade, sociais, ideológicos ou morais do autor da piada.

A coisa funciona por estágios. Na base a piada e o entendimento dela sem o uso inteiro da razão, de que resulta o riso. Em seguida o entendimento dela com a razão e o questionamento, que resulta num certo desinteresse - a que se chama ausência de sentido de humor. E por fim, no entendimento de que se está acima da questão de haver ou não razão e da piada valer por si, resultando novamente no riso. Talvez menos espampanante. Mais sereno, mas não menos gozado.

Rindo

por Isabel Paulos, em 26.04.20

images.jpg

Anteontem enviaram por WhatsApp o vídeo que me fez soltar umas das gargalhadas mais sonoras deste fim-de-semana. Não o posso exibir, mas conto acaso não conheçam. É um alegado comunicado dos psiquiatras alemães e reza assim: como estamos a ser inundados de telefonemas queremos comunicar que em tempo de quarentena é perfeitamente normal os senhores falarem com as paredes, as flores e outros objectos…

...por favor só nos telefonem se eles responderem.

How to behave with inlaws in islam

por Isabel Paulos, em 08.04.20





Dose recomendada

Accuradio


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D