Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Perdido por um, perdido por mil

por Isabel Paulos, em 29.01.21

tudo-parece-perdido.jpg

*

Em democracia todos temos direito a opinião, mas é preciso ter consciência que a opinião é manipulável e que os instintos humanos passam pela sobrevivência e também pela dominação. A ambição desmedida mina a sobrevivência da convivência sã em comunidade.

Não tenho escrito muito sobre a tragédia que assolou o mundo e, especialmente, Portugal, por dois motivos: tendo mais intuições do que razões, não sei exactamente o que dizer e não quero concorrer para ser mais uma que vê a calamidade como se fosse adepta de facção.

Por agora tenho duas coisas como certas: podemos pouco contra as leis da natureza - que não são justas ou injustas -, por se sobreporem às humanas, mas devemos continuar a defender a democracia, que é apesar de tudo a forma mais razoável de organização da comunidade. Devemos estar atentos e não permitir arbitrariedades que visem não a protecção ou a defesa dos interesses da sociedade, mas tão somente a auto-legitimação dos poderes públicos.

Apesar de, noutras matérias, sentir os males do País enraizados nos comportamentos e traços de personalidade da população, a dispersão da culpa pela turba serve sobretudo para desresponsabilizar quem tem obrigação de nos proteger. A história recente tem mostrado claramente que a permissividade com os poderes públicos e os governos tem dado cabo do País. Numa altura em que o maior inimigo é o descontrolo da acção humana e que temos a sensação de estar na mão das leis da natureza, é muito tentador ser solidário com um presidente congregador e cansado e uma ministra convencida de estar a fazer o melhor. Quase dá vontade de fechar os olhos às artimanhas do habilidoso primeiro-ministro  e, com fé na imunidade futura e na bazuca, desabafar: depois logo se vê. 

Mas isso seria aviar o provérbio perdido por um, perdido por mil. E como são vidas que estão em causa, é evidente que não podemos alinhar nesta desresponsabilização. Mais ainda quando não sabemos o que por aí vem.

Bom fim-de-semana.

 





Dose recomendada

Accuradio


Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D